Todos sabemos ou se são novos nesta jornada irão saber, que a proteína é um dos principais fatores para se alcançar os objetivos de ganhos de massa muscular, saber quais os principais alimentos ricos em proteínas e que podem ajudar na construção de uma dieta adequada para suprir nossas necessidades diárias é muito importante, sem as proteínas o crescimento muscular o “ganho de massa” é bem mais lento mas não impossível,  claro estamos aqui para alcançar nossos objetivos então uma boa dieta é fundamental, todos sabemos que a whey protein é a melhor proteína para o ganho de massa muscular, mais ela deve ser tomada somente após os treinos ou como complemento no café da manhã, claro logo após a digestão do whey e dentre todas as outras refeições do dia devemos ingerir alimentos, porque estes iram garantir todo o aporte necessário para o seu sucesso, como sempre digo, suplementos são para complementar e não para substituir, então vamos a lista de alguns alimentos que podem ser utilizados na sua dieta para a busca de um ganho máximo de massa muscular.

Salmão, Sardinha, Anchova, Atum: muito mais que ricos em proteína, estes peixes são fonte de ômega 3, gordura que ajuda a combater os processos inflamatórios provocados pelo exercício, facilitando a recuperação dos músculos. Quanto mais rápido as fibras musculares se recompõem, maior é o ganho de massa magra, uns mais caros outros mais em conta, estes peixes cabem no bolso de todos, e seus resultados são ótimos em qualquer dieta.

Coxão mole, Patinho, Alcatra, Peito de Frango: as proteínas de origem animal são consideradas as melhores para os músculos. Mas cuidado: junto pode vir uma grande dose de gordura saturada e colesterol. É por isso que o frango sem pele é uma boa alternativa para quem precisa de proteína mais também precisa maneiras nas calorias, e também é claro cuidar do colesterol. Um filé grande tem 32 gramas de proteína e quase nada de gordura. As outras opções de carne vermelha, são os cortes magros e também não possuem tanto colesterol como outros cortes.

Castanha do Pará: especialistas acreditam que, por ter argenina, que é matéria-prima na produção do hormônio masculino testosterona, a castanha do pará pode ajudar no aumento da massa muscular. E está comprovado que ela é fonte de gordura boa (ômega 3) e selênio, substâncias anti-inflamatórias que combatem os processos inflamatórios desencadeados pelo exercício.

Tofú, Leite de Soja:  o tofú é o que mais concentra proteína e cálcio, protegendo músculos e ossos. Também é rico em magnésio, mineral que evita o enfraquecimento dos compostos que participam do processo de fornecimento de energia. As isoflavonas são substâncias que contribuem para o equilíbrio dos hormônios femininos. O que isso tem a ver com massa magra? Quando os hormônios estão em equilíbrio, o acúmulo de gordura diminui e os músculos trabalhados no exercício aparecem mais.

Ovo: vocês já devem ouvir falar em comer uma caixa de ovos por dia, ou antes de dormir, pois isso existe, a clara é riquíssima em ovoalbumina, uma proteína formada por aminoácidos do tipo leucina, que, por ser de fácil absorção, é um dos componentes dos suplementos whey protein e BCAA. E a gema? Ela carrega gorduras boas (monoinsaturada e ômega 3), substâncias com o poder de combater os processos inflamatórios provocados durante o exercício, facilitando a recuperação dos músculos.

Quinoa:  a quinoa tem quantidade e qualidade de proteína. Em cada grão, ela carrega aminoácidos essenciais, sendo três de cadeia ramificada (leucina, valina e isoleucina) – aminoácidos do BCAA e whey protein (suplementos proteicos usados pelos esportistas antes e depois do treino para preservar os músculos). “A quinoa é um ótimo alimento para o ganho de massa magra, com a vantagem de ter pouca gordura e ser livre de colesterol e açúcar. A quinoa ainda tem carboidrato (garante energia), além de fibras, vitaminas e minerais.